fbpx
(21) 99791-8434   caritatem@caritatem.com.br

Sede boa leitora.

Tendes o coração triste?

Depois da oração não conheço melhor remédio para tal sofrimento do que algumas horas de leituras nos escritores, cuja nobreza de sentimento e sublimidade de estilo vos transportam às regiões serenas, onde se esquecem os homens e as coisas mundanas.

Muitas vezes, em um sonho do espírito, no momento em que é sufocante a atmosfera que nos cerca, diz-se: – Meu Deus! Se eu pudesse refugiar-me em uma alta montanha, descansar ali alguns dias e permanecer sozinho na vossa presença, diante do sol e dos esplendores da natureza, que felicidade não seria a minha! Que vida e que alegria para o corpo e para a alma! Para que sonhar assim? Vós podeis encontrar a desejada felicidade sem que deis um passo fora do vosso gabinete. A leitura e a meditação criam asas: o espírito subtrai-se à matéria, e sobe, e voa, e equilibra-se sobre as montanhas intelectuais, em cuja altura se encontra a paz e a serenidade.

O estudo tem grandes vantagens: – Eleva o espírito; influi secretamente na mulher fazendo com que ela não viva no meio das ninharias, como diz M. de Tocqueville, e fazendo com que não conserve mais a pequena personalidade que se envolve em pensamentos infinitamente mesquinhos.

A alma engrandece-se ao contato das ideias; o estudo da literatura dá-lhe um tom gracioso, torna-a flexível e comunica-lhe, simultaneamente, a finura e a firmeza; a poesia inflama-a e inspira-lhe alentos divinos; a música põe-lhe a alma em equilíbrio e dá-lhe o sentido da harmonia em tudo. A cultura das belas artes desenvolve-lhe o sentimento do belo e ao pensamento, horizontes completamente desconhecidos. Suponde uma bela alma, uma inteligência distinta em uma organização de mulher, desse-lhe uma educação dirigida sob estes princípios, faça-se com que as Musas e as Graças se congreguem para lhe formarem o espírito e fazerem desabrochá-la no meio de uma doce harmonia de faculdades, consegui que ela conserve sempre, como guardas da sua casa, a virtude e a sabedoria, e eu ousarei apresentar tal criatura como o ideal que eu gostaria de sonhar de uma mulher cristã. Bom seria imitar esse ideal, mesmo de longe. Uma mulher formada deste modo não aborrecerá o seu marido, e entre as qualidades do sexo frágil não ponho na última linha a de não enfadarem as mulheres os seus maridos. Ora de todas as fontes do aborrecimento eu não conheço nenhuma, sobretudo para um marido que não fez voto de paciência, mais abundante e perene do que uma virtude acanhada e muito tola, para repetir a frase de M. de Tocqueville. A tolice, sobretudo quando se tem o talento desgraçado de dobrá-la com piedade mal compreendida, têm o privilégio de estragar todas as coisas, mesmo as melhores. Insisto neste assunto porque é essencialíssimo sob o ponto de vista da paz de vossas famílias e da virtude de vossos maridos.

As qualidades físicas, quando subsistem só têm uma influência temporária e que facilmente se gasta. Depois da virtude nada conheço mais próprio para conservardes a estima e o coração de vossos maridos que a qualidade de um espírito culto, delicado, apanhando em todas as coisas o ponto de vista elevado, amável, gracioso e divino.

————————————————//————————————————

Gostou do livro “A Mulher Forte”?

Deixe-nos um comentário sobre esse trecho.

Acesse abaixo o link da campanha de publicação desta obra raríssima, escrita especialmente para as mulheres e nos ajude adquirindo o seu exemplar e compartilhando nas redes sociais! Vamos construir um exército de Mulheres Fortes!! ❤

Acesse -> Campanha A Mulher Forte

Deo Gratias!

Deixe uma resposta




Promover e defender os princípios supremos da Família Tradicional e da Doutrina Católica.

Facebook

Outras redes Sociais